Rua Acapu, 82 – Marechal Hermes – CEP 21550-570 – Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3018-7884 ,(21) 99955-9361 , ,(21) 981830108 www.oincentivador.com.br e-mail: nivaldopereira@terra.com.br

QUANDO DEUS CRIOU A MÃE

Diz uma lenda que o dia em que o bom Deus criou as mães, um mensageiro se acercou Dele e Lhe perguntou o porquê de tanto zelo com aquela criação.

Em quê, afinal de contas, ela era tão especial?

O bondoso e paciente Pai de todos nós lhe explicou que aquela mulher teria o papel de mãe, pelo que merecia especial cuidado.

Ela deveria ter um beijo que tivesse o dom de curar qualquer coisa, desde leves machucados até namoro terminado.

Deveria ser dotada de mãos hábeis e ligeiras que agissem depressa preparando o lanche do filho, enquanto mexesse nas panelas para que o almoço não queimasse.

Que tivesse noções básicas de enfermagem e fosse catedrática em medicina da alma. Que aplicasse curativos nos ferimentos do corpo e colocasse bálsamo nas chagas da alma ferida e magoada.

Mãos que soubessem acarinhar, mas que fossem firmes para transmitir segurança ao filho de passos vacilantes. Mãos que soubessem transformar um pedaço de tecido, quase insignificante, numa roupa especial para a festinha da escola.

Por ser mãe deveria ser dotada de muitos pares de olhos. Um par para ver através de portas fechadas, para aqueles momentos em que se perguntasse o que é que as crianças estão tramando no quarto fechado.

Outro para ver o que não deveria, mas precisa saber e, naturalmente, olhos normais para fitar com doçura uma criança em apuros e lhe dizer: Eu te compreendo. Não tenhas medo. Eu te amo, mesmo sem dizer nenhuma palavra.

O modelo de mãe deveria ser dotado ainda da capacidade de convencer uma criança de nove anos a tomar banho, uma de cinco a escovar os dentes e dormir, quando está na hora.

Um modelo delicado, com certeza, mas resistente, capaz de resistir ao vendaval da adversidade e proteger os filhos.

De superar a própria enfermidade em benefício dos seus amados e de alimentar uma família com o pão do amor.

Uma mulher com capacidade de pensar e fazer acordos com as mais diversas faixas de idade.

Uma mulher com capacidade de derramar lágrimas de saudade e de dor mas, ainda assim, insistir para que o filho parta em busca do que lhe constitua a felicidade ou signifique seu progresso maior.

Uma mulher com lágrimas especiais para os dias da alegria e os da tristeza, para as horas de desapontamento e de solidão.

Uma mulher de lábios ternos, que soubesse cantar canções de ninar para os bebês e tivesse sempre as palavras certas para o filho arrependido pelas tolices feitas.

Lábios que soubessem falar de Deus, do Universo e do amor. Que cantassem poemas de exaltação à beleza da paisagem e aos encantos da vida.

Uma mulher. Uma mãe.

Autor desconhecido


Por que as pessoas entram na sua vida?

Pessoas entram na sua vida por uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira". Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.

Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"... é, geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente. Elas poderão parecer como uma dádiva de Deus, e são! Elas estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá. Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Ás vezes, essas pessoas morrem. Ás vezes, eles simplesmente se vão. Ás vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.

Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender. Elas trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Elas poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Elas, geralmente, te dão uma quantidade enorme de prazer...

Acredite! É real! Mas somente por uma "Estação".

Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida.

É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente. Obrigado por ser parte da minha vida.

Pare aqui e simplesmente SORRIA.

"Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro, Ame como se você nunca tivesse sido magoado, e dance como se ninguém estivesse te observando."

"O maior risco da vida é não fazer NADA."

Autor desconhecido


PRECE DA GRATIDÃO

Senhor, muito obrigado, pelo que me deste, pelo que me dás!

pelo ar, pelo pão, pela paz!

Muito obrigado, pela beleza que meus olhos vêem no altar da natureza.

Olhos que contemplam o céu cor de anil, e se detém na terra verde, salpicada de flores em tonalidades mil!

Pela minha faculdade de ver, pelos cegos eu quero interceder, por aqueles que vivem na escuridão e tropeçam na multidão, por eles eu oro e a Ti imploro comiseração, pois eu sei que depois dessa lida, numa outra vida, eles enxergarão!

Senhor, muito obrigado pelos ouvidos meus.

Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro, a melodia do vento nos ramos do salgueiro, a dor e as lágrimas que escorrem no rosto do mundo inteiro.

Ouvidos que ouvem a música do povo, que desce do morro na praça a cantar.

A melodia dos imortais que a gente ouve uma vez e não se esquece nunca mais.

Diante de minha capacidade de ouvir, pelos surdos eu te quero pedir, pois eu sei, que depois desta dor, no teu reino de amor, eles voltarão a ouvir!

Muito obrigado Senhor, pela minha voz!

Mas também pela voz que canta, que ensina, que consola.

Pela voz que com emoção, profere uma sentida oração!

Pela minha capacidade de falar, pelos mudos eu Te quero rogar, pois eu sei que depois desta dor, no teu reino de amor, eles também cantarão!

Muito obrigado Senhor, pelas minhas mãos, mas também pelas mãos que aram, que semeiam, que agasalham.

Mãos de caridade, de solidariedade. Mãos que apertam mãos.

Mãos de poesias, de cirurgias, de sinfonias, de psicografias, mãos que numa noite fria, cuida ou lava louça numa pia.

Mãos que a beira de uma sepultura, abraça alguém com ternura, num momento de amargura.

Mãos que no seio, agasalham o filho de um corpo alheio, sem receio.

E meus pés que me levam a caminhar, sem reclamar.

Porque eu vejo na Terra amputados, deformados, aleijados...e eu posso bailar!!...

Por eles eu oro, e a ti imploro, porque eu sei que depois dessa expiação, numa outra situação, eles também bailarão.

Por fim Senhor, muito obrigado pelo meu lar!

Pois é tão maravilhoso ter um lar...

Não importa se este lar é uma mansão, um ninho, uma casa no caminho, um bangalô, seja lá o que for!

O importante é que dentro dele exista a presença da harmonia e do amor!

O amor de mãe, de pai, de irmão, de uma companheira...

De alguém que nos dê a mão, nem que seja a presença de um cão, porque é tão doloroso viver na solidão!

Mas se eu ninguém tiver, nem um teto para me agasalhar, uma cama para eu deitar, um ombro para eu chorar, ou alguém para desabafar..., não reclamarei, não lastimarei, nem blasfemarei.

Porque eu tenho a Ti!

Então muito obrigado porque eu nasci!

E pelo teu amor, teu sacrifício, tua paixão por nós,

Muito obrigado Senhor!


Autor desconhecido


A decisão – Charles Chaplin

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite.

É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.

Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição.

Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.

Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo.

Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido.

Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.

Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus.

Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.

Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.

O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.

E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma.

Tudo depende só de mim.


Shakespeare

Depois de algum tempo você percebe a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo, você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não te ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.


SEQÜÊNCIA LÓGICA DE RACIOCÍNIO

"Mantenha seus pensamentos positivos porque seus pensamentos tornam-se suas palavras."

"Mantenha suas palavras positivas porque suas palavras tornam-se suas atitudes."

"Mantenha suas atitudes positivas porque suas atitudes tornam-se seus hábitos."

"Mantenha seus hábitos positivos porque seus hábitos tornam-se seus valores."

"Mantenha seus valores positivos porque seus valores tornam-se seu destino."

MAHATMA GANDHI


SOU UM SÓ

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. E por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso".

Edward Everett Hale


O MUNDO É UM LUGAR PERIGOSO

"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer."

(Albert Einstein).


TUDO DEPENDE DE COMO OLHAR AS COISAS

Um dia, um pai de família rica levou seu filho para viajar para o interior, com o firme propósito de mostrar o quanto as pessoas podem ser pobres.

Eles passaram um dia e uma noite na fazenda de uma família muito pobre e, quando retornaram da viagem, o pai perguntou ao filho:

(pai) - O que você achou do que viu?

(filho) - Foi muito legal, pai!!!

(pai) - Você viu como as pessoas podem ser?

(filho) - Sim, pai!!

(pai) - E o que você aprendeu???

(filho) - "Eu vi que nós temos um cachorro em casa e eles têm quatro"

- "Nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim e eles tem um riacho que não tem fim".

- "Nós temos uma varanda coberta e iluminada com luz e eles tem as estrelas e a lua.

- "Nosso quintal vai até a entrada do portão social e eles tem uma floresta inteira".

Quando o pequeno garoto estava acabando de responder, seu pai ficou estupefato e, seu filho acrescentou:

- " Obrigado pai, por me mostrar quanto pobre nós somos!"

MORAL DA HISTORIA : TUDO DEPENDE DA MANEIRA COMO SE OLHA PARA AS COISAS.

SE VOCE TEM AMOR, BOM HUMOR E ATITUDES POSITIVAS PARA COM A VIDA, VOCE TEM TUDO.


O AMOR É O DOM SUPREMO

(Coríntios I, cap. 13; vers. 1 a 13)

E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente.

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine.

Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé; a ponto de transportar montes, se não tiver amor nada serei.

E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.

O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se recente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará; porque, em parte, conhecemos e em parte, profetizamos.

Quando, porém, vier o que é perfeito, então o que é parte será aniquilado.

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.

Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente, então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido.

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.

( Saulo de Tarso )


O Homem e A Mulher

Victor Hugo

O homem é a mais elevada das criaturas;

A mulher é o mais sublime dos ideais.

O homem é o cérebro;

A mulher é o coração.

O cérebro fabrica a luz;

O coração, o AMOR.

A luz fecunda, o amor ressuscita.

O homem é forte pela razão;

A mulher é invencível pelas lágrimas.

A razão convence, as lágrimas comovem.

O homem é capaz de todos os heroísmos;

A mulher, de todos os martírios.

O heroísmo enobrece, o martírio sublima.

O homem é um código;

A mulher é um evangelho.

O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.

O homem é um templo; a mulher é o sacrário.

Ante o templo nos descobrimos;

Ante o sacrário nos ajoelhamos.

O homem pensa; a mulher sonha.

Pensar é ter , no crânio, uma larva;

Sonhar é ter , na fronte, uma auréola.

O homem é um oceano; a mulher é um lago.

O oceano tem a pérola que adorna;

O lago, a poesia que deslumbra.

O homem é a águia que voa;

A mulher é o rouxinol que canta.

Voar é dominar o espaço;

Cantar é conquistar a alma.

Enfim, o homem está colocado onde termina a terra;

A mulher, onde começa o céu.

Victor Hugo


Estou Velho...

Estou velho...

Não gosto dos -sem -terra...

Dizem que isto é ser reacionário mas não gosto de vê-los invadindo fazendas, parando estradas ocupando linhas de trens quebrando repartições públicas tentando parar o lento progresso do Brasil... Estou velho.... Não acredito em cotas para negros e índios Dizem que sou racista... Mas para mim racista é quem julga negros e índios incapazes de competir com os brancos em pé de igualdade... Eu acho que a cor da pele não pode servir de pretexto para discriminar mas também não devia ser fonte para privilégios imerecidos provocando cenas ridículas de brancos querendo se passar por negros... Estou muito velho... Não quero ouvir mais noticias de pessoas morrendo de dengue

Tapo os ouvidos e fecho os olhos mas continuo a ouvir e ver...

Não quero saber de crianças sendo arrastadas em carros por bandidos ou de uma menininha jogada pela janela em plena flor da idade Ou de meninos esquartejados pelos pais por serem 'levados'...

Meu coração não tem mais força para sentir emoções... Me sinto mais velho que o Oscar Niemeyer Ele, velho como é, ainda acredita em comunismo, coisa que deixou de existir...

Eu não acredito em nada...

Estou cansado de quererem me culpar por não ser pobre, por ter casa, carro, e outros bens, todos adquiridos com honestidade, por ser amado por minha mulher e filhos! E acabo de cometer mais um erro! Descobri que ainda sou capaz de me comover e de me emocionar O patriotismo de uma jovem de Joinville usando a letra do Hino Nacional para mostrar o seu amor pelo Brasil me comoveu...

Na cidade de Joinville houve um concurso de redação na rede municipal de ensino O título recomendado pela professora foi: 'Dai pão a quem tem fome' Incrível, mas o primeiro lugar foi conquistado por uma menina de apenas 14 anos de idade. E ela se inspirou exatamente na letra de nosso Hino Nacional para redigir um texto, que demonstra que os brasileiros verde amarelos precisam perceber o verdadeiro sentido de patriotismo. Leiam o que escreveu essa jovem É uma demonstração pura de amor à Pátria e uma lição a tantos brasileiros que já não sabem mais o que é este sentimento cívico... “””Certa noite, ao entrar em minha sala de aula, vi num mapa-mundi, o nosso Brasil chorar:

O que houve, meu Brasil brasileiro? perguntei-lhe!

E ele, espreguiçando-se em seu berço esplêndido, esparramado e verdejante sobre a América do Sul, respondeu chorando, com suas lágrimas amazônicas: Estou sofrendo... Vejam o que estão fazendo comigo....

Antes, os meus bosques tinham mais flores e meus seios mais amores...

Meu povo era heróico e os seus brados retumbantes. O sol da liberdade era mais fúlgido e brilhava no céu a todo instante...

Onde anda a liberdade, onde estão os braços fortes? Eu era a Pátria amada, idolatrada... Havia paz no futuro e glórias no passado...

Nenhum filho meu fugia à luta...

Eu era a terra adorada e dos filhos deste solo era a mãe gentil...

Eu era gigante pela própria natureza, que hoje devastam e queimam, sem nenhum homem de coragem que às margens plácidas de algum riachinho, tenha a coragem de gritar mais alto para libertar-me desses novos tiranos que ousam roubar o verde louro de minha flâmula...

Eu, não suportando as chorosas queixas do Brasil, fui para o jardim. Era noite e pude ver a imagem do Cruzeiro que resplandece no lábaro que o nosso país ostenta estrelado Pensei... Conseguiremos salvar esse país sem braços fortes? Pensei mais... Quem nos devolverá a grandeza que a Pátria nos traz? Voltei à sala mas encontrei o mapa silencioso e mudo como uma criança dormindo em seu berço esplêndido.... Mesmo que ela seja a ultima brasileira patriota valeu a pena viver para ler o texto Por isso estou enviando para vocês

Detesto correntes na Internet... mas agora que me tornei um velho emocionado vou romper com este hábito...

De alguém que ama muito o Brasil...

Créditos Texto: “Estou Velho...” Autor: desconhecido por juliana Ramires texto extraído do livro de Afrânio Barbosa de Souza “Meninos da Roça” Volume I “A Cavalo”


ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Wagner Borges

Espiritualidade é um estado de consciência;

Não é doutrina, não! É o que se leva dentro do coração. É o discernimento em ação!

É o amor em profusão. É a luz nas idéias e equilíbrio na senda. É o valor consciencial da alegria na jornada. É a valorização da vida e de todos os aprendizados.

É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas. É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a natureza.

eternidade

É viver isso – com clareza -, sem fraquejar na senda. É ser um presente, para si mesmo, para os outros e para a própria vida. Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.

E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual; depende do discernimento consciencial se unir aos sentimentos legais, no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.

Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é! É valor interno, que descerra o olhar para o infinito... para além dos sentidos convencionais.

É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo! Espiritualidade é essa maravilha: o encontro consigo mesmo, em paz. Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.

É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo! É quando o seu chacra do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor que não é condicionado a coisa alguma, mas que ama tudo.

É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama. Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço; de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.

É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.

Espiritualidade é apenas isso: SER FELIZ! Ou, como ensinavam os sábios celtas de outrora:

SER UM PRESENTE!

Que teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que você perceba a ternura invisível tocando o centro do teu ser eterno. Que teus pensamentos, teus amores, teu viver, e tua passagem pela vida sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome. Que esse amor seja o teu rumo secreto, viajando eternamente dentro do teu ser. Que esse amor transforme os teus dramas em luz, tua tristeza em celebração,e teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora. Que teu viver seja pleno de paz e luz! ***


UM PAÍS DE ESCRAVOS?

Realista e objetivo em seu texto, o Almirante Sergio Tasso de Aquino mostra a cruel verdade sobre os impostos extorsivos no Brasil, compara com o que acontece nos Estados Unidos e cita números que mostram e comprovam a triste realidade brasileira.

São o culto da personalidade, a mentira e corrupção generalizada, que estão escravizando e iludindo o povo brasileiro. FPR

UM PAÍS DE ESCRAVOS?

VAlte(Ref) Sergio Tasso Vásquez de Aquino

O belo, portentoso e amado Brasil parece estar transformando-se num país de escravos, satisfeita e gostosamente sujeitos à espoliação e à exploração dos opressores, os próprios governantes e legisladores de todos os níveis.

Tudo para nós é mais caro que em países mais ricos e de maiores rendas, graças ao sequestro fiscal que retira mais de 40% dos rendimentos dos brasileiros que trabalham e que produzem, o dobro da derrama ou “quinto dos infernos” que levou outros brasileiros, de outra época e de outra fibra, a levantarem-se contra a metrópole portuguesa, na heróica jornada da Conjuração Mineira de 1789.

O pior é que grande parte dos recursos arrecadados vem sendo desviada pela avassaladora corrupção, que tomou conta dos Três Poderes e de todos os níveis do Estado e do governo, como tristemente comprovado pela maldita roda de escândalos que dessangra e humilha a Nação, impunemente, há tanto tempo. Os malfeitores, que se apossaram do poder, escarnecem e debocham das pessoas de bem, desviando, para bolsos, cuecas e meias indevidos, o produto dos impostos que deveriam servir ao aperfeiçoamento da máquina pública, na prestação dos serviços que lhe incumbe realizar, para elevação da qualidade e do nível de vida dos concidadãos. A sabedoria popular, já há algum tempo, havia, trágica e profeticamente, cantado a escabrosa situação: “Se gritar `Pega ladrão´, não sobra um, meu irmão!”

O triste resultado tem sido o da constatação diuturna de um país que se deteriora moral, espiritual e fisicamente. Logo o tão belo, rico e incomparável Brasil, nossa paixão maior e motivo de toda a nossa dedicação e entrega total!

Acabei de voltar de viagem aos EUA, a segunda no período de um ano, havendo lá permanecido por cerca de um mês em ambas as ocasiões. Pude, assim, viver amplas e variadas situações, muito observar e, em conseqüência, sopesar, meditar... e comparar. O resultado encheu-me de pena e tristeza.

Os americanos não são melhores do que nós; ao contrário, faltam-lhes o calor humano, a alegria de viver, a espontaneidade, a abertura de coração e de braços (o abraço amistoso e carinhoso é nossa marca) que tanto nos distinguem e caracterizam. Mas construíram uma grande nação, graças ao seu arraigado sentimento de patriotismo e de cidadania, de trabalho dedicado e de cobrança, sem titubeio, delongas e quartel, do cumprimento das obrigações devidas por quem tem o múnus de governar, legislar, julgar. Lá, não impera a impunidade, e quem labora contra o bem comum, prevarica e rouba os haveres públicos não escapa das duras penas da lei, seja quem for, ocupe que cargo ou função, seja dono de qual nível de patrimônio!

A responsabilidade, pois, é a tônica vigente, e o resultado é que, apesar da grave crise econômica, na Flórida que percorri, as estradas, avenidas e ruas são verdadeiros tapetes de asfalto, as cidades limpas e bem cuidadas, as escolas públicas primorosas, os hospitais bem mantidos e operantes; a polícia é tranqüilamente mantenedora da ordem, amada e respeitada pelos cidadãos, a violência zero e a paz, nos ecologicamente perfeitos e belos locais de moradia da classe média, verdadeiros parques lindamente gramados e arborizados, uma constante!

Os impostos arrecadados revertem, efetivamente, em benefício do povo e o “custo corrupção”, ao contrário do que ocorre entre nós, não cobra seu altíssimo e injustificável pedágio. Governantes e legisladores, mesmo que no fundo possam não ser honestos, fingem que são e trabalham em benefício dos eleitores, que exercem permanente e cerrada cobrança. De tempos em tempos, reúnem–se eleitos e eleitores, nas “public hearings” que se sucedem pelos distritos eleitorais. Quem não estiver correspondendo, ou cuja atuação não estiver agradando, pode perder o mandato pelo instituto do “recall”, isto é, o povo que vota tem a faculdade de “desvotar”, afastando a figura indesejável do cenário público-político. E o Judiciário, justo e correto, garante o equilíbrio social.

Não existe o culto da personalidade, que faz nosso arremedo de democracia muito mais próximo de regime totalitário do que de autêntica democracia: só vi o Presidente Obama por três vezes na televisão, ao contrário do que ocorre entre nós, quando, por exemplo, Lula e seus ditos, metáforas e gracejos freqüentam noticiários da televisão e páginas da mídia impressa todos os dias e todas as horas, com notoriedade maior que a dos astros de cinema e tv e os grandes heróis esportivos populares... O mesmo se passava com FHC, Itamar, Collor nos seus períodos de poder, já que a bajulação e a busca de dividendos decorrentes parece ter sido elevada a arte nacional!

O absurdo do “custo Brasil”, originado de altos impostos, corrupção generalizada e pobres gerenciamentos governamental e empresarial e infraestrutura de armazenamento e transporte, pode ser avaliado, quando se comparam os preços de produtos industrializados nos dois países, ao câmbio atual de R$ 1,80/US $: aparelho de tv de 40”, LCD full HD, R$ 3.999.00 (Brasil), R$ 720,00 (EUA), home theater 250 watts de potência, R$ 899,00 (Brasil), R$ 180,00 (EUA), reprodutor de DVD “blue ray”, cerca de R$ 1.200,00 (Brasil), R$ 144,00 (EUA), automóvel Honda Civic ou Toyota Corolla, entre R$ 80.000,00 e R$ 90.00,00 (Brasil), R$ 40.000,00 (EUA).

A gasolina comum, aqui vendida por R$ 2,67 o litro, lá custa US $ 2,67 o galão (R$ 1,27 o litro). As roupas, principalmente de homem e de criança, estão baratíssimas, quando levados em conta os preços no Brasil, e até a comida, nos supermercados e nos restaurantes e redes de “fast-food”, está a custo comparável com o que vige entre nós. E a renda média dos americanos é bem mais alta que a nossa!

Os políticos que nos regem, governam, fazem nossas leis, têm sido cruéis e insensíveis padrastos do Brasil e do seu povo, principalmente nos últimos anos. Fazem da mentira contumaz poderosa e eficaz arma política, para se perpetuarem no poder. Via de regra, vêm colocando seus interesses pessoais, sua perversão ética e moral, sua ambição por poder e haveres, a qualquer custo e a qualquer preço, seu desinteresse e seu desprezo pelo que é justo, digno e certo, suas inclinações ideológicas, muita vezes inaceitáveis ou inconfessáveis, acima do bem comum, da moral, da ética e do verdadeiro interesse nacional e do povo.

Muitíssimos fazem do butim da coisa pública nefanda prática comum. No entanto, são eleitos e reeleitos sistematicamente, gozam do aplauso e da aprovação populares, com índices até acima de assombrosos 80%...

Perdemos, como povo, o senso de medida, a capacidade de julgar, de discernir entre o certo e o errado, o bem e o mal, ou, anestesiados pela propaganda, pelo “faz-de-conta” tão rotineiramente e há tanto tempo transmitido por porta-vozes oficiais e a mídia cooptada, bem paga e agradecida, nos vamos tornando numa legião desfibrada de escravos, incapaz de reagir contra o mal que nos atormenta e que, adorando-os, beija as mãos dos seus opressores, por estar sofrendo de generalizada “síndrome de Estocolmo”?

É no abastardamento moral, que se faz generalizado e a que, compungidamente, assistimos, os bons brasileiros que, solitariamente, clamamos no deserto, sem forças para revertê-lo por ora, que reside a maior ameaça para a paz, a liberdade, a justiça, a democracia, o futuro do adorado Brasil.

As bases da reconstrução nacional, depois da tormenta dos últimos 20 anos, estão no soerguimento e no fortalecimento da Expressão Psicossocial do Poder Nacional, tão atacada, desprezada e sabotada por tantos, dotados de tanto poder, mas tão mal empregado. À luta sem desfalecimento, pela recondução do Brasil aos caminhos da vergonha, do progresso, da paz e da justiça, pois, dediquemos prioritariamente todo o nosso patriótico labor e o empenho de nossas vidas, com coragem e alento redobrados!

Rio de Janeiro, RJ, 11 de dezembro de 2009.

Mensagem aludida no programa do dia 20 lida totalmente em 27 DEZ de 2009 .


Muito importante

Duas histórias...

HISTÓRIA NÚMERO UM

Muitos anos atrás, Al Capone possuía virtualmente Chicago.

Capone não era famoso por nenhum ato heróico..

Ele era notório por empastar a cidade com tudo relativo a contrabando, bebida, prostituição e assassinatos.

Capone tinha um advogado apelidado 'Easy Eddie'. Era o seu advogado por um excelente motivo. Eddie era muito bom!

Na realidade, sua habilidade, manobrando no cipoal legal, manteve Al Capone fora da prisão por muito tempo.

Para mostrar seu apreço, Capone lhe pagava muito bem.

Não só o dinheiro era grande, como Eddie também tinha vantagens especiais.

Por exemplo, ele e a família moravam em uma mansão protegida, com todas as conveniências possíveis.

A propriedade era tão grande que ocupava um quarteirão inteiro em Chicago. Eddie vivia a vida da alta roda de Chicago, mostrando pouca preocupação com as atrocidades que ocorriam à sua volta.

No entanto, Easy Eddie tinha um ponto fraco.

Ele tinha um filho que amava afetuosamente. Eddie cuidava que seu jovem filho tivesse o melhor de tudo: roupas, carros e uma excelente educação.

Nada era poupado. Preço não era objeção. E, apesar do seu envolvimento com o crime organizado, Eddie tentou lhe ensinar o que era certo e o que era errado.

Eddie queria que seu filho se tornasse um homem melhor que ele.

Mesmo assim, com toda a sua riqueza e influência, havia duas coisas que ele não podia dar ao filho: ele não podia transmitir-lhe um nome bom ou um bom exemplo.

Um dia, o Easy Eddie chegou a uma decisão difícil.

Easy Eddie tentou corrigir as injustiças de que tinha participado.

Ele decidiu que iria às autoridades e contaria a verdade sobre Al 'Scarface' Capone, limpando o seu nome manchado e oferecendo ao filho alguma semelhança de integridade.

Para fazer isto, ele teria que testemunhar contra a quadrilha, e sabia que o preço seria muito alto.

Ainda assim, ele testemunhou.

Em um ano, a vida de Easy Eddie terminou em um tiroteio em uma rua de Chicago.

Mas aos olhos dele, ele tinha dado ao filho o maior presente que poderia oferecer, ao maior preço que poderia pagar.

A polícia recolheu em seus bolsos um rosário, um crucifixo, uma medalha religiosa e um poema, recortado de uma revista.

O poema:

'O relógio de vida recebe corda apenas uma vez

E nenhum homem tem o poder de decidir quando os ponteiros pararão, se mais cedo ou mais tarde.

Agora é o único tempo que você possui.

Viva, ame e trabalhe com vontade.

Não ponha nenhuma esperança no tempo, pois o relógio pode parar a qualquer momento.'


HISTÓRIA NÚMERO DOIS

A Segunda Guerra Mundial produziu muitos heróis.

Um deles foi o Comandante Butch O'Hare.

Ele era um piloto de caça, operando no porta-aviões Lexington, no Pacífico Sul.

Um dia, o seu esquadrão foi enviado em uma missão.

Quando já estavam voando, ele notou pelo medidor de combustível que alguém tinha esquecido de encher os tanques.

Ele não teria combustível suficiente para completar a missão e retornar ao navio.

O líder do vôo o instruiu a voltar ao porta-aviões.

Relutantemente, ele saiu da formação e iniciou a volta à frota.

Quando estava voltando ao navio-mãe viu algo que fez seu sangue gelar: um esquadrão de aviões japoneses voava na direção da frota americana.

Com os caças americanos afastados da frota, ela ficaria indefesa ao ataque.

Ele não podia alcançar seu esquadrão nem avisar a frota da aproximação do perigo.

Havia apenas uma coisa a fazer.

Ele teria que desviá-los da frota de alguma maneira.

Afastando todos os pensamentos sobre a sua segurança pessoal, ele mergulhou sobre a formação de aviões japoneses. Seus canhões de calibre 50, montados nas asas, disparavam enquanto ele atacava um surpreso avião inimigo e em seguida outro. Butch costurou dentro e fora da formação, agora rompida e incendiou tantos aviões quanto possível, até que sua munição finalmente acabou.

Ainda assim, ele continuou a agressão.

Mergulhava na direção dos aviões, tentando destruir e danificar tantos aviões inimigos quanto possível, tornando-os impróprios para voar.

Finalmente, o exasperado esquadrão japonês partiu em outra direção.

Profundamente aliviado, Butch O'Hare e o seu avião danificado se dirigiram para o porta-aviões.

Logo à sua chegada ele informou seus superiores sobre o acontecido.

O filme da máquina fotográfica montada no avião contou a história com detalhes.

Mostrou a extensão da ousadia de Butch em atacar o esquadrão japonês para proteger a frota.

Na realidade, ele tinha destruído cinco aeronaves inimigas.

Isto ocorreu no dia 20 de fevereiro de 1942, e por aquela ação Butch se tornou o primeiro Ás da Marinha na 2ª Guerra Mundial, e o primeiro Aviador Naval a receber a Medalha Congressional de Honra.

No ano seguinte Butch morreu em combate aéreo com 29 anos de idade.

Sua cidade natal não permitiria que a memória deste herói da 2ª Guerra desaparecesse, e hoje, o Aeroporto O'Hare, o principal de Chicago, tem esse nome em tributo à coragem deste grande homem.

Assim, se porventura você passar no O'Hare International, pense nele e vá ao Museu comemorativo sobre Butch, visitando sua estátua e a Medalha de Honra. Fica situado entre os Terminais 1 e 2.

O que têm estas duas histórias de comum entre elas?

Butch O'Hare era o filho de Easy Eddie.

Somos espelhos para nossos filhos!

NÃO SE ESQUEÇA DISSO.

E-mail mandado por Walter Sergio Ribeiro

FALECIMENTO DO CARÁTER

CARO(A) AMIGO(A),

É com muita tristeza que lhe participamos o falecimento de um amigo muito querido que se chamava CARÁTER.

… e que viveu muitos e muitos anos entre nós.

Ninguém conhecia com precisão a sua idade porque o registo do seu nascimento foi desclassificado há muito tempo, tamanha a sua antiguidade.

Mas lembramo-nos muito bem dele, principalmente pelas suas lições de vida como :

«Nosso direito termina quando começa o direito de alguém »

«A honestidade não é uma virtude a ser aplaudida, e sim praticada »

Ou ainda,

Decência é como gravidez: ou existe, ou não »

E também …

» respeite, mesmo se for desrepeitado »

O CARÁTER só vivia com regras simples e práticas como :

«Não existe qualquer tipo de convivência sem RESPEITO »

e de claros princípios básicos como :

«O exemplo vem de cima»’

Acontece que o CARÁTER começou a ficar abalado quando altas personalidades da vida pública deixaram de participar do noticiário político, passando para o policial.

Seu estado se agravou , quando ele soube que dois ex-prefeitos de São Paulo) haviam sido presos (e depois soltos, obviamente) por terem praticados falcatruas no exercício do cargo.

Deteriorou-se mais ainda, quando ficou sabendo que um destacado homem público pagava a pensão de sua amante com dinheiro público surrupiado. E que a esposa traída nem ligou muito para o escândalo. Parece que ela estava mais interessada nas mordomias que o marido infiel lhe proporcionava.

Enfim, o CARÁTER perdeu a vontade de viver quando percebeu que os ladrões e os criminosos recebiam melhor tratamento do que as suas vítimas.

Também recebeu fortes golpes morais e físicos, quando a Justiça decidiu que era crime defendermo-nos de algum ladrão na nossa própria casa, enquanto a este último é dada a garantia de poder queixar-se por agressão e atentado à integridade física ...

O Caráter perdeu definitivamente toda a confiança e a vontade de viver quando soube que, antigos opositores do Governo (e agora integrantes do Governo) estavam recebendo polpudas indenizações...

Por terem feito oposição a um Governo do qual muitos deles chegaram a participar, e em cujas tetas se locupletaram.

Certamente você já percebeu que a morte do CARÁTER foi precedida pelo falecimento:

- dos seu pais: a DECÊNCIA e a VERGONHA NA CARA

- da sua mulher HONESTIDADE;

- da sua filha RESPONSABILIDADE e - dos filhos BRIO, BOM SENSO e PATRIOTISMO.

O CARÀTER deixa o seu lugar para três falsos irmãos :

- « Vote em Mim »

- « Você Sabe Com Quem Está Falando? »

- « Estou Me Lixando Para a Opinião Pública »

Claro que não haverá multidão no seu enterro, porque já não temos muitas pessoas que o tenham conhecido bem, e poucos se darão conta de que ele partiu.

Mas, se você ainda se recorda dele, caso queira reavivar a sua lembrança, previna todos os seus amigos do desaparecimento do saudoso CARÁTER fazendo circular esta comunicação…

Senão, não faça nada... deixe tudo como está!!!

E nossos governantes continuarão financiando com o nosso dinheiro as viagens de suas amantes para a Europa...

...e os bandidos continuarão soltos e estuprando nossas esposas e filhas dentro de nossas próprias casas.

Vamos nos mobilizar e saiamos às ruas se preciso for.

Quem sabe ressucitemos o CARÁTER.

Mandado por wanderlei Leal

OBSERVAÇÃO : Eu Nivaldo Pereira procurei o Autor desta belíssima obra literária não encontrei, após exaustiva busca navegando pela Internet. Caso você tenha o nome do Autor mande a fonte e origem para que possamos confirmar e prestar as devidas referências o qual se faz merecedor.


QUANDO ME AMEI DE VERDADE

Charles Chaplin

Quando me amei de verdade,

compreendi que em qualquer circunstância,

eu estava no lugar certo, na hora certa,

no momento exato.

E, então, pude relaxar.

Hoje sei que isso tem nome...

Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que a minha angústia,

meu sofrimento emocional,

não passa de um sinal de que estou indo contra as minhas verdades.

Hoje sei que isso é...

Autenticidade

Quando me amei de verdade,

parei de desejar que a minha vida fosse diferente

e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.

Hoje chamo isso de...

Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber

como é ofensivo tentar forçar alguma situação

ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo,

mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada,

inclusive eu mesmo.

Hoje sei que o nome disso é...

Respeito.

Quando me amei de verdade, comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável ... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo.

De início, minha razão chamou essa atitude de egoísmo.

Hoje sei que se chama...

Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer meu tempo livre

e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.

Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.

Hoje sei que isso é...

Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer ter sempre razão e, com isso, errei menos vezes.

Hoje descobri a...

Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o Futuro.

Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.

Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é...

Plenitude.

Quando me amei de verdade,

percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar.

Mas quando eu a coloco a serviço do meu coração,

ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é....

SABER VIVER!

“Não devemos ter medo dos confrontos...

Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas.”


O GRANDE DITADOR

Charles Chaplin

Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar - se possível - judeus, o gentio... negros... brancos.

Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo - não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades.

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

A aviação e o rádio aproximaram-nos muito mais. A própria natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem... um apelo à fraternidade universal... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhares de pessoas pelo mundo afora... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: “Não desespereis”! A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem homens, a liberdade nunca perecerá.

Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar... os que não se fazem amar e os inumanos!

Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem - não de um só homem ou grupo de homens, mas dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder - o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela... de faze-la uma aventura maravilhosa. Portanto - em nome da democracia - usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.

É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos!

Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo - um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!


Tua Caminhada

Charles Chaplin

Tua caminhada ainda não terminou.... A realidade te acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida necessita de tuas palavras e do teu silêncio.

Se amanhã sentires saudades, lembra-te da fantasia e sonha com tua próxima vitória. Vitória que todas as armas do mundo jamais conseguirão obter, porque é uma vitória que surge da paz e não do ressentimento.

É certo que irás encontrar situações tempestuosas novamente, mas haverá de ver sempre o lado bom da chuva que cai e não a faceta do raio que destrói.

Tu és jovem. Atender a quem te chama é belo, lutar por quem te rejeita é quase chegar a perfeição. A juventude precisa de sonhos e se nutrir de lembranças, assim como o leito dos rios precisa da água que rola e o coração necessita de afeto.

Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais. Teus passos ficaram. Olhes para trás... mas vá em frente pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te.


Emmanuel

Francisco Cândido Xavier

Tudo Passará Todas as coisas, na Terra, passam... Os dias de dificuldades, passarão...

Passarão também os dias de amargura e solidão... As dores e as lágrimas passarão.

As frustrações que nos fazem chorar... um dia passarão. A saudade do ser querido que está longe, passará.

Dias de tristeza... Dias de felicidade... São lições necessárias que, na Terra, passam, deixando no espírito imortal as experiências acumuladas.

Se hoje, para nós, é um desses dias repletos de amargura, paremos um instante.

Elevemos o pensamento ao Alto, e busquemos a voz suave da Mãe amorosa a nos dizer carinhosamente: isso também passará...

E guardemos a certeza, pelas próprias dificuldades já superadas, que não há mal que dure para sempre.

O planeta Terra, semelhante a enorme embarcação, às vezes parece que vai soçobrar diante das turbulências de gigantescas ondas.

Mas isso também passará, porque Jesus está no leme dessa Nau,

segue com o olhar sereno de quem guarda a certeza de que a agitação faz parte do roteiro evolutivo da humanidade, e que um dia também passará...

Ele sabe que a Terra chegará a porto seguro, porque essa é a sua destinação.

Assim, façamos a nossa parte o melhor que pudermos, sem esmorecimento, e confiemos em Deus,

aproveitando cada segundo, cada minuto que, por certo... também passarão..."

"Tudo passa..........exceto DEUS!"

Deus é o suficiente!


Chico Xavier

Conquanto as agitações que assinalam o mundo, recorda que podes seguir o próprio caminho, conservando-te em paz.

Segue com serenidade e coragem, ao encontro dos deveres que te competem.

Renteando contigo, é possível escutes os impropérios dos inconformados. Adiante, talvez registres as reclamações dos que se entregam ao desespero

E das margens da senda que a vida te compete a trilhar, surgem convites à perturbação, nascidos de muitos companheiros que se acolhem ao pessimismo e á descrença.

Resguarde-te em paz e segue demonstrando bondade para com todos. Não existe ninguém sem um recado a transmitir.

Pensando ou falando, comunica tranqüilidade e segurança aos que te ouçam. Não te sintas superior. A estrada evolutiva é de todos.

Muitos te acompanham à retaguarda, no entanto, outros muitos se tomam a frente.

Permanece no lugar que te é próprio, agindo e servindo. Zela com dedicação pelo bem daquele s que o Senhor te confiou, mas se um dia, os entes amados se te afastarem do convívio, não te lastimes.

Cada um de nós, em certas ocasiões da existência, é chamado a percorrer caminhos diferentes. Não cultives apego demasiado. Serve amando e ama sem prender-te e sem prender os outros .

Auxilia aos seus semelhantes, tanto quanto puderes, para que não te falte o auxilio alheio, quando isso se te faça necessário.

E segue em paz na estrada que a vida te traçou, na certeza de que apesar de todas as inquietações a que nos submete, o mundo é Criação Divina, entregue ao serviço humano, e que, por dentro do próprio coração, trabalhando e servindo em paz, qualquer pessoa pode ser feliz.

Ergue-te cada dia, faze o melhor ao teu alcance. Trabalha e serve.

A HUMANIZAÇÃO DAS POLÍTICAS COMO FUNDAMENTO PARA SOLUÇÃO DA CRISE BRASILEIRA

Projeto de Nivaldo Pereira

Criação de Sites | Hospedagem de Sites